SPINOLA BAY – NA ILHA DE MALTA


A história da Bay remonta ao século XVII, nos tempos da Ordem de São João

Malta está habitada desde cerca de 5200 a.C., durante o Neolítico (Ġgantija, Mnajdra). Os primeiros achados arqueológicos datam aproximadamente de 3800 a.C. Existiu nas ilhas uma civilização pré-histórica significativa antes da chegada dos fenícios, que batizaram a ilha principal de Malat, o que significa refúgio seguro. Os agricultores neolíticos viveram sobretudo em cavernas e produziram uma cerâmica similar à encontrada na Sicília. Entre2400 e 2000 a.C., desenvolveu-se um elaborado culto aos mortos, possivelmente influenciado pelas culturas das ilhas Cíclades e de Micenas (idade do bronze). Essa cultura foi destruída por uma invasão, provavelmente vinda do sul da Itália.

Por volta do ano 1000 a.C., as ilhas eram uma colônia fenícia. Em 736 a.C., foram ocupadas pelos gregos e posteriormente passaram a ser domínio dos cartagineses (400 a.C.) e depois dos romanos (218 a.C.), quando recebeu o nome Melita. Segundo o livro dos Atos dos Apóstolos, no ano 60 da era cristã, São Paulo naufragou e chegou à costa maltesa, onde promoveu a conversão de seus habitantes. A partir desta data, os malteses aderiram ao Cristianismo e permanecem-lhe fiéis até hoje.

Até o século XIX e início do século XX , St Julians era uma cidade muito tranquila costeira conhecida por sua arquitetura Latina ( como o Palácio Spinola) e uma bela vegetação em torno dela. Além disso, Spinola baía foi caracterizada por seus pescadores e agricultores que habitam a zona rural .

SPÍNOLA PALACE 1688 — em Spinola Bay, St. Julians, Malta.

Por causa do medo de ataques por parte dos muçulmanos, a área costeira do norte permaneceu pouco desenvolvida até que os ataques diminuíram após 1565. A construção de Spinola Palace, já vem desde 1688, e deve ser considerada como o trampolim para a recuperação costeira de San Ġiljan .

O palácio, juntamente com os jardins circundantes, foi construído por Fra Paola Raffaele Spinola para o entretenimento do público como indicado na inscrição que se encontra acima do pórtico. O palácio foi ampliado em 1733 através dos esforços de Fra Giovanni Battista Spinola, Bali da ordem e sucessor de seu tio como reitor e Curador do abbazia.

IGREJA DE NOSSA SENHORA DO MONTE CARMELO - Church of Our Lady of Mount Carmel, Balluta - St.Julians, Malta.

IGREJA DE NOSSA SENHORA DO MONTE CARMELO – A mais antiga prova documental desta igreja é da visita pastoral do bispo Tommaso Gargallo em 1601. Ele disse que foi construída em 1580 e foi dedicada a Saint Julian .

Em 1736 , quando o monsenhor Alpheran de Bussan revisitou Saint Julian, ele observou que a localidade já era conhecida como Portus Sancti Juliani, ou seja, em homenagem ao santo padroeiro , prova de que o nome medieval anterior Qaliet Gnien il- Fieres foi colocado de lado.

Em 1854, os 600 moradores de San Julian apelaram para a autoridade da Igreja a fim de torná-la uma paróquia . O comandante, em Birkirkara protestou fortemente contra esse pedido e , consequentemente, o pedido foi negado; mas foi concedido em reaplicação em 1891.

Don Giuzeppe Scerri tornou-se o primeiro pároco desta Igreja.Durante a ocupação francesa destas ilhas em 1798, St Julians foi a primeira cidade em Malta a ser conquistado pelas tropas francesas. Na verdade, foi o general Claude Henri Vaubois que liderou as forças francesas em Spinola baía. As tropas francesas permaneceram estacionadas no palácio e devastaram tudo por lá. Na verdade, é graças a eles que o emblema da Ordem sobre o relógio na fachada foi desfigurado.

PAISAGEM MALTESA — em Spinola Bay, St. Julians, Malta.

A origem do termo “Malta” é incerta, e a variação moderna deriva do próprio maltês. A razão etimológica mais comum deriva da palavra grega μέλι (meli). Os gregos chamavam a deilha Μελίτη (Melitē), que significa “mel doce”, possivelmente devido à produção exclusiva de mel em Malta, por uma espécie endêmica de abelha que vive na ilha, dando-lhe o apelido popular de “terra de mel”.11 Os romanos passaram a chamar a ilha Melita. Outra etimologia é que a palavra venha do fenício Maleth, que significa ” paraíso”,12 em referência a muitas baías enseadas em Malta.

SPINOLA BAY AT NIGHT — em Spinola Bay, St. Julians, Malta.

SPINOLA BAY AT NIGHT — em Spinola Bay, St. Julians, Malta.

Área moderna e turismo de luxo de Portomaso,Spinola Bay representa o interssecção perfeita entre a área marítima tradicional, cheia de personalidade devido a atmosfera histórica e mediterrânea de casas de pescadores e bem famosos barcos brancos, azul, amarelo pintado , e a área moderna e turismo de luxo de Portomaso, onde estão localizados os hotéis mais importantes , restaurantes , casino e instalações de lazer.

SPINOLA BAY MALTA.5

A história da Bay remonta ao século XVII, nos tempos da Ordem de São João , quando San Julians era apenas uma pequena vila de pescadores, ainda hoje , a atmosfera tradicional é bem representada por cenário marítimo típico.

SPINOLA BAY AT NIGHT

Relaxar ao por do sol , em um dos terraços de Spinola Bay, com um copo de vinho à espera da noite , nós pensamos ser realmente uma obrigação para todos que visitam a área e querem começar a estadia em Malta da maneira mais agradável possível.

PACEVILLEMesmo com a área ocupada de Paceville , bem famosa entre os estudantes da ilha porque ela é o centro da vida noturna, cheia de bares e discotecas, que ficam apenas a poucos passos de distância para além da colina onde o Portomaso Tower está localizado , Spinola baía ainda preserva muito da tradicional atmosfera.

SPINOLA BAY MALTA.22

Durante os tempos britânicos , no século 19 – foi ocupada pelos oficiais britânicos que descobriram neste belo lugar, a perfeita Bay para suas residências, e até o final do século 20 até a Sliema , o Promenade foi embelezado por belas Villlas construídas em estilo colonial típico.

SPINOLA BAY MALTA2

A cidade é dividida em distritos informais que são Paceville , Ta ‘ Giorni , Tal- Għoqod , St Andrew, bem como as regiões vizinhas de St George Bay, Spinola Bay, Balluta Bay, e Il- Qaliet falésias. St Julians é uma cidade popular, para onde fluem muitos turistas , especialmente durante os meses de verão. Ela também é um destino bem procurado pelos Malteses . A população de São Julião da é 10.261 pessoas. [1] A cidade tem apenas um arranha-céu, a 98m de altura Portomaso Tower.

SPINOLA BAY AT NIGHT — em Spinola Bay, St. Julians, Malta.SPINOLA BAY AT NIGHT 4SPINOLA BAY AT NIGHT.3SPINOLA BAY MALTA.3SPINOLA BAY MALTA.4SPINOLA BAY MALTA.6SPINOLA BAY MALTA.7SPINOLA BAY MALTA.8

SPINOLA BAY MALTA.9

SPINOLA BAY MALTA.10

SPINOLA BAY MALTA.11

SPINOLA BAY MALTA.12

SPINOLA BAY MALTA.13

SPINOLA BAY MALTA.14

SPINOLA BAY MALTA.15

SPINOLA BAY MALTA.16

SPINOLA BAY MALTA.17

SPINOLA BAY MALTA.18


SPINOLA BAY MALTA.19

SPINOLA BAY MALTA.20

SPINOLA BAY MALTA.21

SPINOLA BAY 1

SPINOLA BAY 2

SPINOLA BAY 3

SPINOLA BAY 4

SPINOLA BAY 5

POR FAVOR, AO VISITAREM ESTE BLOG CLIQUEM EM “SEGUIR” NO RODAPÉ DAS POSTAGENS PARA RECEBEREM POR E-MAILS NOTIFICAÇÕES DE NOVIDADES. 

Anúncios

SEU COMENTÁRIO SERÁ MUITO BEM VINDO! OBRIGADA

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s